BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA

Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?
BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA
Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

Uma boa dica para tornar o Dia dos Namorados realmente especial é tentar uma prática nova.

Primeiramente, calma. O mundo BDSM é um jogo no qual há limites e respeito mútuo. É uma prática que se popularizou com a triologia literária (e depois, cinematográfica) Cinquenta Tons de Cinza, mas já desembarcava no Brasil nos anos 90 através de revistas.

Conhecendo a prática, suas regras e limites, é perfeitamente possível praticar com seu parceiro e experimentar sensações completamente novas, como dominar ou ser dominada.

É importante se informar em sites confiáveis de BDSM. O sexo não é importante, é apenas um acessório que pode ser dispensável, mas o fetichismo, ele sim, é essencial. Portanto a entrega e a confiança são partes fundamentais do BDSM.

Nos dias de hoje, a comunidade está ainda maior. Existem redes sociais e fóruns dedicados exclusivamente para quem gosta de BDSM, além de livros e filmes com propósito de explorar este mundo. A internet ajudou na dinâmica interativa e facilitou encontrar mais pessoas com interesses e desejos em comum, a fim de sentirem a mistura de prazer e dor. E mais: existem bares e festas por todo o mundo, inclusive o Brasil, que exploram a temática fetichista para os clientes se interessarem mais pelas práticas.

Nesse guia para iniciantes, vamos explicar o significado do BDSM e dar algumas dicas para começar a praticar.

BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?
BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA
Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

DICIONÁRIO BDSM

BDSM

– O b se refere a bondage, que é a  prática de amarrar ou restringir de alguma forma os movimentos do parceiro. Muitos dos jogos eróticos BDSM passam por dominar o parceiro por meio da imobilização.

O d tem mais de um significado. O primeiro deles é disciplina, em referência ao controle que um dos parceiros assume sobre o outro, estabelecendo regras e comportamentos que deve ser obedecidos, seja em uma cena, uma atividade ou o tempo todo.

O d também se junta ao s para formar a dobradinha dominação e submissão. Um relacionamento BDSM sempre envolve alguém que domina e alguém que se submete, voluntariamente, a esse dominador. Pode envolver ou não bondage e restrição, e pode envolver ou não as práticas relacionadas à próxima combinação de letras: s e m.

SM é a dupla mais conhecida do BDSM, significando sadomasoquismo. Sádicos são aqueles que têm prazer em provocar sofrimento, seja fisicamente, seja mentalmente ou emocionalmente. Masoquistas são os que encontram satisfação em ser o alvo dos sádicos.

BDSM, portanto, significa bondage, disciplina, dominação e submissão, sadismo e masoquismo.

Baunilha

– A pessoa que não pratica BDSM. Vem de uma referência ao sabor mais neutro (sem graça) do sorvete.

Cena 

– Forma de se referir a uma interação BDSM. Pode ocorrer na frente de outras pessoas, como em festas e clubes noturnos. A palavra indica que há um elemento performático nos encontros BDSM, no qual os envolvidos assumem papéis de forma voluntária, em uma espécie de interação ou jogo erótico.

Coleira

– Às vezes, é só um acessório usado nas cenas para marcar a submissão. Quando um dominador e um submisso oficializam a relação, diz-se que o submisso recebeu a coleira (e há mesmo um ritual em que a coleira é colocada no submisso). Em muitos casos, após receber a coleira, o sub passa a ser referido como escravo. Quando um dominador ou dominadora tem mais de um submisso ou submissa, os subs se chamam uns aos outros de “irmãos ou irmãs de coleira”.

Dominador e Dominadora

– Formas de se referir a um dominador e a uma dominadora, respectivamente. O dominador e a dominadora assumem o controle do submisso em uma cena, atividade ou relação, claro, sempre de forma consentida.

Escravo

– Alguém que concorda em dar total controle a alguém com quem vive um relacionamento.

Senhor e Senhora

– Muitas vezes, essas palavras significam o mesmo que dominador e dominadora, mas costumam indicar que há um relacionamento mais profundo com o submisso e não apenas encontros esporádicos.

SSC

– São, seguro e consensual. Essa sigla é uma espécie de mantra repetido por todos os praticantes conscientes do BDSM. Significa que nenhuma prática ou relação deve ocorrer sem levar em conta a saúde, a segurança e o consentimento dos envolvidos. BDSM não consensual não é BDSM, mas abuso, ressaltam.

Palavra de Segurança

– É um termo combinado entre os parceiros para que o submisso use quando quiser interromper qualquer prática. Uma vez dita, quem está dominando deve parar o que está fazendo imediatamente. É uma forma de garantir que a regra SSC seja mantida e permitir que pedidos como “pare” e “por favor, não” possam ser usados como parte do jogo erótico sem ser uma solicitação de verdade.

Sub

– É a pessoa submissa, homem ou mulher.

Switcher

– Do inglês, aquele que troca. Refere-se à pessoa que gosta tanto de exercer o papel de dominador quanto o que submisso.

Top e bottom

– Top é a pessoa que, em uma cena ou atividade, exerce o papel dominante. Bottom é quem se deixa controlar.

BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?
BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA
Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

REGRAS MAIS COMUNS

Para os que querem iniciar essa prática onde dor e prazer se misturam, é necessário, prioritariamente, saber que tipo de fetiche está disposta a explorar, conversar honestamente com seu parceiro, definir limites, viver uma sensação de cada vez, afinal, terão tempo para isso. Estabelecer regras é importantíssimo para que nada fuja do controle.

Para dominadores, nunca extrapole os limites com sua parceira. Vocês estão descobrindo o prazer ainda de modo suave. Tapas leves e suaves apertões nos mamilos são suficientes para sair do sexo cotidiano e descobrir um sexo bem mais prazeroso.

– Vá com calma! É muito comum no início se empolgar e querer reproduzir tudo que se aprende de uma vez só

– Pediu para parar, parou! Na mesma hora. Sem mais nem menos!!

– Se estão brincando de algo levemente mais pesado ou doloroso, defina uma palavra de segurança que seja fácil de memorizar.

SEGURANÇA DURANTE O SEXO BDSM

Como dito nas regras, ter uma palavra de segurança fácil é essencial e deve ser combinada com antecedência. Pode ser uma cor, um animal, alguma palavra fácil de pronunciar. Quem está no papel dominador precisa estar atento ao que acontece com o outro e se os tapas estão acima do limite aceitável.

BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?
BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA
Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

OS MELHORES BRINQUEDOS PARA SEXO BDSM

Agora que você já sabe como praticar o sexo BDSM, as regras a serem seguidas e os cuidados com as partes sensíveis do corpo, chegou o momento de saber quais os melhores brinquedos para fetiche sadomasoquista que causam leve dor e ainda elevam o prazer do casal para um outro universo sexual.

Algemas – O mais famoso dos métodos de contenção de movimentos e que promove muita excitação durante uso. Algemas com pelúcia são os mais indicados para quem está começando no BDSM, pois não ferem os pulsos e possuem sistema antipânico para soltar o submisso facilmente. Além disso, ser algemado faz parte de uma das fantasias sexuais favoritas dos brasileiros.

Chicote – O açoite na pele proporciona prazer para quem recebe a chicotada e estimula visualmente quem aplicou. O melhor chicote para iniciantes é o tipo Flogger. Ele possui tiras curtas e em vasta quantidade (parecido com um espanador).

Palmatória – De madeira, vinil ou couro, este é o acessório de fetiche mais indicado para aplicar boas palmadas no bumbum. Iniciantes devem dar preferência às palmatórias feitas de couro, pois o impacto é mais excitante e menos dolorido.

Prendedores de Mamilos – Quem está disposto a testar os limites de dor, pode começar ligando grampos aos mamilos. Como a aréola é uma parte muito sensível do peitoral feminino e masculino, a pressão criada pelo acessório gera dor aliada ao prazer da zona erógena. Para iniciantes, o melhor prendedor é o ajustável no mamilo e não machuca.

Vibrador de Mamilo – Proporciona o mesmo efeito dos grampos para mamilos, mas com a diferença de vibrar nos mamilos. Ajustável, prende-se facilmente sem soltar e possui o bônus da vibração.

Terapia de Choque – Se você treme ao pensar em colocar o dedo na tomada é melhor deixar este brinquedo de lado, mas se a ideia de um choquinho te apetece, por que não? A terapia controla a eletroestimulação em doses homeopáticas para gerar prazer. Por sua leveza, pode ser utilizada mais para testar sua habilidade de controle e saber até onde um choque pode te excitar.

BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?
BDSM PARA INICIANTES: DICAS PARA COMEÇAR A PRATICAR COM SEGURANÇA
Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados?

Seja qual for o acessório ou a cena que farão, deve-se haver muita cumplicidade. Ter um feedback depois da performance é importante para saber os limites, se foram ultrapassados ou são barreiras a serem exploradas. Há muito respeito na prática BDSM e regras muito claras, como a palavra de segurança ou os papéis a serem exercidos por cada um. No mais, se solte e deixe sua imaginação te levar.

BDSM PARA INICIANTES: 11 DICAS PARA COMEÇAR - Que tal surpreender seu parceiro no Dia dos Namorados? 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here