EMPODERAMENTO FEMININO A PARTIR DO SEXO?

Dicas e práticas de como se empoderar e dominar sua sexualidade

O QUE É EMPODERAMENTO SEXUAL FEMININO?
O QUE É EMPODERAMENTO SEXUAL FEMININO?

O QUE É EMPODERAMENTO SEXUAL FEMININO?

Empoderamento sexual feminino, significa, basicamente, ter domínio sobre a sua própria sexualidade, fazendo escolhas conscientes e respeitando seu corpo e desejos.

CADA JORNADA DE EMPODERAMENTO SEXUAL É ÚNICA, JÁ QUE NECESSITA ROMPER COM ESTEREÓTIPOS QUE A SOCIEDADE REFORÇA, A SOCIALIZAÇÃO FEMININA E SENTIMENTOS NEGATIVOS QUE POSSA TER ADQUIRIDO DURANTE SUA VIDA SEXUAL.

Ensinamos as meninas a se encolherem para se tornarem ainda menores. Dizemos para meninas ‘Você pode ter ambição, mas não muita. Você deve ansiar para ser bem sucedida, mas não muito bem sucedida Caso contrário, você vai ameaçar o homem’ Porque sou do sexo feminino esperam que eu almeje o casamento. Esperam que eu faça as escolhas da minha vida e sempre tenha em mente que o casamento é o mais importante. Agora o casamento pode ser uma fonte de alegria, amor e apoio mútuo, mas por que ensinamos as meninas a ansiar ao casamento e não ensinamos a mesma coisa para os meninos? Criamos as meninas para serem concorrentes não para empregos ou para conquistas, que eu acho que podem ser uma coisa boa mas, para a atenção dos homens Ensinamos as meninas que não podem ser seres sexuais da mesma forma que os meninos são”. Chimamanda Ngozi Adichie – Sejamos Todos Feministas. Esse trecho do livro da escritora nigeriana, citado na música Flawless da Beyoncé, ganhou o mundo e explica bem o que é empoderamento, principalmente o que é empoderamento sexual, na medida em que diz que as meninas não são ensinadas a ansiar o casamento, como um papel aceitável na sociedade e os meninos são ensinados desde cedo que são seres sexuais. O poder social do sexo está nas mãos masculinas.

Chimamanda Ngozi Adichie
Chimamanda Ngozi Adichie – Divulgação

Isso não implica que as mulheres não possam ter uma vida sexual empoderada. Nesse texto, faremos uma jornada com dicas e passos para o empoderamento sexual feminino.

OLHE PARA VOCÊ MESMA. AME-SE!

OLHE PARA VOCÊ MESMA. AME-SE!
OLHE PARA VOCÊ MESMA. AME-SE!

Olhe hoje para seu corpo. Aprenda a amá-lo e lembre-se que ele é capaz de realizar coisas incríveis. Não existe um padrão de beleza a ser seguido, isso é socialmente construído. Veja-se no espelho sem roupas com frequência e veja as partes que lhe agradam. Sorria para si mesma. Quanto mais fizer isso, mais confortável se sentirá consigo mesma.

Aceite seus desejos sexuais como algo natural. Não existe motivo para se envergonhar de seus desejos. É algo estigmatizado pela sociedade e não é, necessariamente, errado. A masturbação feminina, por exemplo, foi condenada por séculos e ainda é um tabu. Liberte-se, toque-se e entenda os desejos do seu corpo.

Criticas virão, e deve estar segura sobre suas escolhas para enfrenta-las, mas pense também que não está sozinha, haverão aqueles que apoiarão suas decisões e é preciso se segurar nessa poderosa rede de apoio.

Mas pense também que não está sozinha
Mas pense também que não está sozinha

INFORME-SE SOBRE SEXUALIDADE E GÊNERO

Para prevenir uma gravidez indesejada ou doenças sexualmente transmissíveis, é imprescindível que se informe sobre sexo seguro para fazer escolhas conscientes na hora da transa. Quanto mais informada, melhor e mais segura estará.

Saiba seus direitos. Não se sinta obrigado a fazer coisas que não queira, independente do quanto o seu parceiro ou parceira quiser. Ser uma pessoa empoderada sexualmente significa tomar as decisões que julga serem as melhores para si.

Toda relação sexual deve ser prazerosa e satisfatória para ambos. Deve se sentir à vontade para brilhar, dominar se for de sua vontade e do outro. Medo ou vergonha não fazem parte do empoderamento sexual.

QUESTIONE OS PAPEIS DE GÊNERO
QUESTIONE OS PAPEIS DE GÊNERO

Os papeis de gênero são crenças sobre como cada um deve se comportar. São socialmente construídas e ensinadas desde muito cedo. Geralmente cabe à uma  mulher ser casta e submissa aos desejos masculinos, estes que tem múltiplas parceiras e dita os desejos na cama.

Esses papeis são muito prejudiciais a quem não se conforma. Se for o seu caso, busque ajuda, há diversos grupos e apoios diretos à comunidade LGTBTQ+.

Para o empoderamento sexual é importante saber esses papeis e, principalmente, distanciar-se deles, questionar o que aprendeu e perceber-se como indivíduo capaz e único. Com desejos e práticas que não agradarão a todos.

Questionando os papeis de gênero, perceberá e entenderá que você tem o papel de escolha. Não precisa ser ativo sexualmente para isso, mas encontrará formas diferentes de decidir o que fazer com o seu próprio corpo, que é único. Inclusive se você decidir não fazer sexo, é uma escolha empoderada sua.

Sinta-se confortável, ainda, com a sua identidade de gênero e orientação sexual. Muitas vezes, as pessoas sofrem discriminação por não se adequarem completamente aos estereótipos de gênero ou simplesmente por não serem heterossexuais. Embora não seja fácil, lutar contra esse tipo de discriminação e ter orgulho de quem você é são passos essenciais para se empoderar sexualmente. Não permita que as pessoas digam qual é o seu papel em um relacionamento ou por quem você deveria se sentir atraído. Cabe a você tomar decisões.

DOMINE SUA PRÓPRIA SEXUALIDADE

DOMINE SUA PRÓPRIA SEXUALIDADE
DOMINE SUA PRÓPRIA SEXUALIDADE

Mantenha o seu poder. Para que um sexo seja empoderador, ele precisa ser uma escolha sua. Se alguém estiver o induzindo a fazer algo, está errado.

Se estiver transando apenas para agradar o parceiro ou parceira, ou mesmo por pressão social, o poder não estará mais nas suas mãos. A escolha precisa ser inteiramente sua para ser empoderadora.

Todos têm crenças diferentes sobre empoderamento sexual. O que empodera algumas pessoas em termos sexuais podam objetificar outras. Por causa da grande variedade de opiniões, é importante pensar no que você considera empoderador em termos sexuais. Lembre-se de que você tem o direito de dizer não para alguém quando se sentir desconfortável, assim como a pessoa tem o direito de negar o que você considera empoderador.

A boa e velha conversa resolve tudo nessa situação. Consentimento de ambas partes é fundamental para momentos prazerosos a dois. Converse com o seu parceiro ou parceira sobre os desejos. Quando estiver em um relacionamento que envolva sexo, comunique ao seu parceiro ou parceira seus desejos e preferências. Se cada um entender o que o outro quer, a probabilidade de terem uma experiência sexual satisfatória é muito maior.

É importante não sentir vergonha em dizer que não gosta de algo. Lembre-se de que o seu prazer é tão importante quanto o de seu parceiro ou parceira e não faça algo priorizando só o outro, como sempre foi ensinado às mulheres.

Sempre faça as decisões sexuais baseadas nas suas opiniões sobre empoderamento. Querer se empoderar sexualmente não significa, necessariamente ser obrigada a ter múltiplos parceiros sexuais; significa, apenas, que você tem a escolha de ter vários parceiros sexuais se não se sentir mal com essa situação. Ou ter nenhum e igualmente se sentir bem.

 

DICAS IMPORTANTES

  1. Sempre respeite a si mesmo e lembre-se de que você merece ser respeitado pelos outros.
  2. Você pode encontrar pessoas que não concordam com as suas opiniões sobre empoderamento sexual. Elas têm o direito de pensar assim, mas não deixe que elas façam você se sentir mal por pensar diferente.
  3. Sempre faça o que se sentir confortável e for prazeroso para você.
  4. Caso se sinta coagida ou constrangida a fazer algo que não queira, não se cale, peça ajuda.
  5. Sexo tem que ser bom para ambos.

 

EMPODERAMENTO FEMININO A PARTIR DO SEXO? 1

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here